Tag Archives: Bolonha

O supermercado do futuro se chama Eataly

9 fev

Não, o supermercado do futuro não é o mais moderno do mundo, não, ele não é invenção de algum americano, não, ele não vende a comida em cápsulas. Ele simplesmente vende comida boa, de qualidade e num ambiente bem diferente dos grandes hipermercados dos grandes grupos mundias.

 

No Eataly de Turim (parceiro do Salone del Gusto de Slow Food) pude visitar uma loja agradável, construída com um grande pé direito e grandes janelas, com uma decoração que imitava as ruas do centro histórico da cidade. Nada de prateleiras repletas dos mesmos produtos enlatados em um ambiente sufocante, iluminado com neon e um vendedor gritando no alto-falante.

Eataly Turim, Itália

Além dos produtos e matérias primas de qualidade superior, locais, frutos do comércio justo ou orgânicos, podemos escolher frutas e verduras dispostas no centro como em stands das feiras tradicionais. Também encontramos um café, restaurante que serve pequenas refeições e torna o lugar ainda mais agradável com suas mesas distribuídas em meio aos produtos.

Sim, sim, caí no charme dessa loja. O marketing é bom, mas por trás há uma verdadeira proposta de educação do gosto (com cursos e degustações), uma filosofia que valoriza produtores e consumadores.

Além disso tudo, acho uma boa podermos variar os nossos centros de compras e escolher produtos diferentes, nem sempre disponíveis nas feiras. Poder ir à um supermercado como este, muda tudo.

Eataly Turim, Itália

Para quando a generalização desses supermercados que não se parecem com caixas metálicas artificiais e frias e que valorizam realmente o seu conteúdo?

________

Eataly em Turim, Bolonha, Milão… e também no Japão e Estados-Unidos.

Anúncios

O espaguete à bolonhesa não existe

19 jan

Pelo menos não em Bolonha, na Itália. Essa informação importante me foi dada por uma amiga depois de comentar com ela que em breve gostaria de conhecer a cidade. Sendo ela minha especialista em questões italianas, não tive como não acreditar. Pensei, deve ser coisa de brasileiro mesmo, assim como o crepe de banana.

E não é que esses dias ao folhear uma revista velha dei de cara com um artigo “La vérité sur la bolognaise”! :O – e eu que nem tinha me dado conta que na França o tal macarrão também existe. Mas o importante é que agora eu iria enfim descobrir a verdadeira historia da bolonhesa. É, talvez seja isso, a bolonhesa é uma italiana que há tempos migrou para o Brasil, sem deixar de dar uma passadinha na França para difundir sua grande receita. Minha amiga tinha razão, a bolonhesa nunca esteve em Bolonha!

 

Aparentemente esses tais espaguetes, finos demais e aos quais é impossível agregar (para usar uma palavra da moda) um bom molho, foram inventados depois da segunda guerra mundial pelos imigrantes napolitanos e viraram sucesso mundial.

Assim, quem vai à Bolonha deverá se contentar com os tagliatelles de 8 mm de largura, servidos al ragu – um molho feito com carne (de vaca), tomates, cebolas, legumes variados, vinho branco, creme de leite e queijo parmesão. Ok, muitos dirão que não há grande diferença entre um e outro. Eu diria que a receita do molho a bolonhesa seja talvez uma versão “de pobre”, já que foi criada em tempos de penúria…

Melhor conferir pessoalmente. Bolonha me aguarda.

foto C. Porto/FreeDigitalPhotos.net

(artigo originalmente publicado em 2008).