Panos de prato, receitas e o resgate da história de um bairro e de seus habitantes

18 abr

Reuniões de família rimam com almoços saborosos, comida caseira e receitas tradicionais. Comidas e histórias se misturam e um faz lembrar o outro.

Próximo do antigo bairro de Districk Six, na Cidade do Cabo (Africa do Sul), onde se situa o museu de mesmo nome, um projeto original para salvar a memória dessa zona popular foi criado. Munidas de panos de prato brancos, as antigas moradoras se reuniram para bordar nos tecidos as suas receitas e histórias dando origem a panos coloridos e ilustrados. O resultado desse encontro, hoje figura nas paredes do museu e é acessível aos visitantes que vêm dos quatro cantos do mundo, assim que aos antigos moradores desse bairro que já não existe mais. Desse modo, graça a uma idéia simples, a história saborosa dessas pessoas continua viva e  o museu se torna um local de encontro, onde no café ao lado da sala de exposição, novas historias são contadas.


_________________________________________________________

District Six, um bairro fantasma, que continua na memória da cidade
O District Six era um dos bairros mais animados da Cidade do Cabo, conhecido pela sua mistura cultural. Apesar da pobreza, era um lugar convivial, onde moradores de diferentes origens e credos trocavam idéias e se conheciam. Nos anos 1960, durante o regime do apartheid, um projeto do governo decidiu pôr abaixo o bairro que se situava no centro da cidade, numa área nobre.  O local seria destinado aos brancos e para isso todos os moradores do local deveriam ser realojados nas townships (favelas ou bairros com casas bem populares) segundo as suas origens. Os negros foram para uma zona, os mulatos e estrangeiros para outra, cada um com a sua “tribo”, assim era a filosofia do governo à época. Foi assim que durante vinte anos as famílias foram pouco a pouco retiradas de suas casas (muitas habitavam o bairro já há várias gerações), perdendo o contato umas com as outras. Para a tristeza de muitos, as habitações foram completamente destruídas. A ironia do projeto é que, até hoje a área está vazia e o bairro “branco” nunca foi construído.

_______________________________________________________________

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: