Os sabores do cerrado

25 jan

Baru (c) Slow Food Brasil

Jatobá, baru, babaçu, buriti, todos esses frutos do cerrado não são muito conhecidos do grande público, não ao menos na hora das refeições. Porém alguns projetos trabalham para que eles sejam valorizados e não caiam no esquecimento.

Esse é o caso do Slow food cerrado, um convivum (grupo local) da organização internacional Slow Food. Em suas ações, receitas e encontros sempre são promovidos os produtos locais e os chefs sempre criativos propõem pratos originais como o surubim com castanha de baru ou ainda o beijinho nativo, feito com coco de licuri.

A sorveteria Frutos do cerrado, que se transformou em Frutos do Brasil, também propõe um linha de sorvetes e picolés com sabores como o pequi, buriti, cagaita, jatobá e mangaba.

O projeto Sabor do Cerrado, (apoiado pelo SF Cerrado)  composto por 12 mulheres do Assentamento colonial I no município de Padre Bernardo (perto de Brasília), também faz várias guloseimas com essas frutinhas. Salgados, bolos e tortas fazem parte do menu servido em coquetéis privados.

Pequi (c) Slow Food Brasil

As farinhas, frutos e outros produtos que não são vendidos em supermercados convencionais podem ser encontrados, por exemplo, na Central do Cerrado , outra iniciativa de valorização do bioma. Mais que um simples revendedor, a Central é uma iniciativa de 35 organizações comunitárias “que desenvolvem atividades produtivas a partir do uso sustentável da biodiversidade do Cerrado”. Os pedidos são feitos por telefone ou email e são transmitidos aos produtores.

Ideias não faltam para experimentar os sabores do cerrado. Pode parecer estranho, mas nada de dizer que não gostou antes de provar!

Cagaita (c) Slow Food Brasil

3 Respostas to “Os sabores do cerrado”

  1. Juliana Hack 3 fevereiro 2011 às 16:54 #

    Para os que ficaram curiosos, o SF Cerrado organiza no restaurante Panelinha, nessa quinta feira 3/2, as 19h30, um jantar com os sabores do cerrado. O prato escolhido para essa “quinta slow” será o “pappardelle de buriti ao sugo, acompanhado de mini tomates flambados com manjericão e queijo parmesão uruguaio. O valor é R$16,90 por pessoa (bebidas não incluídas), com direito a repetecos”, como indica o convivium. O evento é aberto a todos os interessados, mas é melhor reservar antes.
    _________
    Panelinha :SHCN CL 316, Bloco E, Loja 20, telefone (61) 3041-5070. Brasília.

  2. eunice 10 abril 2011 às 1:56 #

    ola gostaria de saber onde posso encontrar esses sabores ,pois faço gelinhos ,gostaria de esperimentar esses sabores do cerrado pois fui criada na roça sinto muita saudade das frutas que comia ; desde ja agradeço

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: